13 de fevereiro de 2017

[ Resenha #61] Redenção de um Cafajeste

Titulo: Redenção de um cafajeste
Autora: Nana Pauvolih
Editora: Fábrica 321 (Rocco)
Páginas: 560 
Sinopse:Pioneira da autopublicação no segmento erótico nacional, com mais de um milhão de visualizações de suas histórias na plataforma online Wattpadd e sucessivos primeiros lugares na lista dos e-books mais vendidos da Amazon, Nana Pauvolih estreia na Rocco com a trilogia Redenção, um de seus maiores sucessos. Lançamento da coleção Violeta, do selo Fábrica231, Redenção de um cafajeste, o primeiro volume da série, conta a história de uma garota simples, que sonha terminar a faculdade e ser professora, e se envolve com um empresário sem escrúpulos. Uma história que mistura doses certeiras de paixão, romantismo e erotismo, tendo o Rio de Janeiro como cenário. 
Em Redenção de Um Cafajeste, a autora narra a história de uma garota simples, que sonha terminar a faculdade e ser professora, e que conhece um empresário, dono de uma das revistas masculinas mais escandalosas do país. Uma história que mistura doses certeiras de paixão, romantismo e erotismo, tendo o Rio de Janeiro como cenário.  
Olá, meus leitores. Hoje vim trazer resenha de um livro que minhas leitoras sempre me indicavam, e então eu resolvi fazer a leitura. Vamos conferir o que eu achei de A Redenção de um cafajeste?


Uma estória com muita intensidade, muito amor e uma redenção. Arthur é um empresário que fora criado por sua avó paterna, e tem um punho firme para gerenciar o seus negócios. Um homem um tanto atraente que sabe o poder do seu charme e sua sedução e a usa para o seu bel prazer. Arthur faz o tipo playboy que tem tudo muito fácil, até por que é um cara muito rico mesmo tendo tão pouca idade. Do outro lado temos Maiana, uma jovem de 21 anos que estuda história, pois seu maior sonho é ser professora. Maiana sofre muito com a mãe, pois a mesma quer que ela use sua beleza para se dar bem na vida, já ela pensa totalmente ao contrario da mãe. Pena que sua irmã mais nova não pensa assim, ela usa sua beleza para atrair caras ricos, e foi em uma dessas que Maiana conhece Arthur.


“ Só de imaginar em ser daquele jeito, em me vender, eu sentia nojo.”

Depois de um ocorrido com sua irmã, Maiana vai toda desaforada até a casa do Arthur tirar satisfação, mas para sua surpresa ela o acha lindo, e ele obviamente se sente interessado por ela, mas Arthur não  é  tipo de cara que leva a serio uma mulher só.  Mas o que Arthur não esperava era que seu charme não era relevante para Maiana que se manteve firme diante das  investidas dele. Mas Arthur não  é um cara que desiste fácil das coisas, ainda mais quando tem um rabo de saia por trás, então ele resolve “fingir”  que está realmente interessado na Maiana até poder leva-la para cama e conta com a ajuda da sua irmã,e ambos fazem o acordo. Só que nem tudo é o que ele pensa, será que vamos conseguir encontrar a redenção em um cafajeste?

Confesso que no começo do livro eu tive vontade de jogar o Arthur do prédio mais alto que existisse na minha  aqui na minha cidade. Ele é um personagem que você vai se acostumando aos poucos, e quando chegou a um determinado  estagio do livro, eu entendi com clareza o pro que ele era assim, e tenho que confessar que o motivo pelo qual é assim não  é nada clichê, e sim bem verdadeiro, achei até diferente.  Maiana  foi uma personagem que me encantou, pois em romances adultos é muito difícil encontramos personagens mulheres decididas e de opnião formada e é bem isso que a nossa protagonista é. Ela é esforçada é totalmente ao contrario da mãe e da irmã que são gananciosas.


“Ainda não tinha nascido uma mulher capaz de me controlar ou de me fazer perder a cabeça”

 A mãe de Maiana me irritou muito mais muito  mesmo, tive vontade de entrar no livro e a colocar no lugar dela, pois não se faz as coisas que ela fazia. A irmã de Maiana também não me desceu muito, uma menina um tanto arrogante e que se usa em troca de dinheiro e status, mas eu entendi a mensagem que a autora quis no passar, e se você souber captar essa mensagem você vai vê que é algo que acontece no dia-a-dia de muitas pessoas.

 A trama é maravilhosa, eu li o livro em um tapa  comecei a ler era nove da noite e quando finalizei fui olhar para o celular já  eram cinco da manhã, e eu nem senti. A leitura é fluida e te faz embarcar na estória. A narrativa é feita em primeira pessoa intercalando pontos de vista do Arthur e Maiana.
 “Arthur tinha tomado para si uma parte minha que eu não sabia mais como recuperar”

  O livro me rendeu boas risadas também, quando a Maiana leva o Arthur para ir comer com seus amigos, é muito bacana vê-lo fora da sua zona de conforto. O que me deixava indignada com o Arthur por que ele é um cafajeste de marca maior, mesmo com Maiana ele continuava pegando todas, e se divertindo. Teve algumas horas que tive vontade de entrar no livro e da uns bons tapas na cara do Arthur, e manda a Maiana acordar para a vida.


 As cenas são muito bem construídas, e te garanto que você vai ter muita raiva do Arthur muita mesmo, mas depois seu coração vai encher por ele. As cenas mais quentes são bem elaboradas, nada chulo e vulgar e sim algo sexy. Por mais que  existem alguns clichês dentro da estória a autora soube contornar e trazer personagens marcantes e próximos a nossa realidade. Foi meu primeiro contato com a escrita da  Nana, e só tenho elogios ela tem uma forma única de escrever despertando os diversos sentimentos ao leitor. Com toda certeza farei a leitura dos outros dois livros da trilogia, pois fiquei curiosa. Espero vocês que tenha gostado da resenha, um beijo!



 

23 comentários:

  1. Oi, tudo bom?
    Olha, eu não sou fã de romances hot por dois motivos: O protagonista SEMPRE é um cafajeste que muda pela garota. E o segundo seria o clichê, que você mesma mencionou que não existem nessa história. Mas sei lá, estou cansada desses protagonistas que se acham donos do mundo, sabe? Deixo pra próxima ^^

    ResponderExcluir
  2. Olá
    Adorei poder conferir suas impressões a respeito desse livro. É um título que já esta na minha lista de desejados, desde que soube do seu lançamento, e depois porque só leio bons comentários, assim como na sua resenha, que me deixou ainda mais motivada e instigada para conhecer essa trama, que parece ser bem envolvente, heim?! Acho que irei adorar e não vejo a hora de ter meu exemplar em mãos!
    Boas leituras :)
    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  3. Oi, Bia!
    Bem assim mesmo. Jogar o Arthur de um prédio, da uma surra nele, trancafiá-lo. Esse cafajeste merece!!!!
    Fico feliz que você tenha curtido, mas não foi meu caso. O final não compensa o começo difícil. Arthur é um personagem bem problemático, e apesar de 'entender' suas atitudes, ainda assim, ele foi mais que escroto com Maiana boa parte do livro. E foi justamente ela que salvou a trama para mim. Que mulher forte!!!!! \o/ Ah! Ainda tem as intensas cenas de sexo. Menina! Achei um exagero tantas cenas. :/
    Beijão!
    http://www.lagarota.com
    http://www.asmeninasqueleemlivros.com.br

    ResponderExcluir
  4. Bia, este é um livro que só pelo título, eu não leria. Infelizmente a premissa não me agradou muito e senti alguns toques de machismo no enredo, como por exemplo, ele continuar "pegando" outras garotas enquanto estava com a protagonista. Enfim, não é uma dica boa para mim, mas vou repassa-la par as amigas que curtem
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi, Bia

    Eu nunca li nada da Nana, mas sempre recebi ótimas recomendações. Eu adoro eróticos e acho que vou gostar muito, ainda mais por ter uma história envolvente por trás. Tenho a ligeira sensação de que também vou querer loga-lo do pr-edio mais alto daqui de onde eu moro (eu ri nessa parte hahaha), mas acho esses sentimentos super válidos, pois significa que nos envolvemos mesmo com a história. Espero pode ler em breve!

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Olá, eu já ouvi falar desse livro por aí mas não me empolguei muito de saber que se trata de um hot com uma garota simples e um empresário cafageste! Sei lá, me parece clichê demais, mas eu posso estar enganada já que você favoritou o livro kk Sua resenha ficou muito boa!

    MEMÓRIAS DE UMA LEITORA

    ResponderExcluir
  7. Oi Bia, já tive a oportunidade de ler esse livro é realmente, não tem como não querer matar o Arthur, achei com muitas cenas de sexo, algumas meio assim.. ainda mais com a inexperiência dela, mas gostei da história e de ver a redenção realmente acontecer. Bjs

    ResponderExcluir
  8. Oi Bia tudo bem ? Então, eu tenho impressão que já li esse livro, mas realmente é de querer matar o Arthur, acho que uma pessoa que tenha lido e não queira o mesmo.
    Achei apenas um pouco apelativo em alguns momentos, mas enfim, livro hot ultimamente é sempre mais do mesmo né ?!
    Beijos
    www.estilo-gisele.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oi Bia, tudo bom?
    Eu já fiquei com vontade de matar o Arthur lendo sua resenha rs Fiquei bem curiosa para saber o que levou o personagem a ser dessa forma, ainda mais por você ter falado que o motivo surpreende, o que não costuma acontecer nesses livros. Enfim! Quero muito conhecer essa protagonista decidida e cheia de atitude e o romance dos dois, pra ver como e se vai acontecer essa redenção do cafajeste mesmo! Curti saber que as cenas são bem construídas e que a autora soube trazer os clichês pra mais perto da nossa realidade. Adorei sua resenha!

    Beijos!! ♥

    ResponderExcluir
  10. Oiii,

    Nunca ouvi falar nada desta história, mas agora já super anotei a dica e estou desesperada para poder ler, é difícil achar este tipo de romance com uma personagem forte e que destoe da base familiar dela, gostei de ela permanecer fiel a seu caráter e seus objetivos e quero realmente descobrir o desenrolar deste romance *_*

    Beijinhos...
    http://www.paraisoliterario.com/

    ResponderExcluir
  11. Oie,
    Tudo bem? Eu confesso que do mundo dos romances eu estou totalmente por fora.
    Não é o meu tipo de leitura e por isso não sei nada do que é lançamento ou algo do tipo rs.
    Mas parabéns pela sua resenha e pelo seu blog :3

    ResponderExcluir
  12. Olá,

    Tenho muita vontade de conhecer alguma história dá Nana Pavoulih, mas ainda não tive a oportunidade. Gostei da premissa do livro e acho que não gostaria do Arthur de imediato também. A temática é muito boa, tenho investido em livros desse gênero e esse é um que quero conferir.

    ResponderExcluir
  13. Oie! Tudo bem?

    Por mais que você tenha gostado da leitura e feito criticas muito boas sobre a trama, não consigo sentir vontade de realizar a leitura! Estou me afastando um pouco de tramas como essas, mas indicarei o livro para uma conhecida tenho certeza que ela irá gostar da leitura! Mas eu passo a dica dessa vez!

    Bjss

    ResponderExcluir
  14. Olá tudo bem?
    Vou te confessar que até gosto de romances hots, mas ultimamente tenho me irritado bastante com eles. Isso porque a maioria parece ser a mesma história, como no caso desse. Não achei a premissa interessante e os elementos não repetitivos só serviram para me irritar.
    Não gostei nem da mãe e nem da irmã dela. O Arthur vou nem comentar.
    Enfim, gostei de conferir sua resenha, mas vou passar a dica.
    Bjs,

    http://esquadrao-literario.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  15. Oi, Bia!
    Ainda não tinha lido nenhuma resenha sobre esse livro, eu sou muito fã de gênero de leitura, e sempre estou a procura de algo envolvente, e acho que esse livro é assim, agora com certeza teria uma relação de amor e ódio com o protagonista, pela sua resenha ele é um cafajeste nato! kkk
    Gosto de mocinhas maduras, e que sabe a força e a personalidade que possui, eu iria gostar da Maiana, menos da família dela! kkk

    Beijos!
    Eli – Leitura Entre Amigas
    http://www.leituraentreamigas.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Oie, que bom saber que você gostou da obra. Particularmente ainda não me atraí por nenhum dos romances da autora, e acho que esse personagem cafajeste, mesmo que ele se torne diferente depois, me deixaria muito irritada. Mas gostei de saber que a leitura foi fluida para você e você leu em uma única sentada, isso é ótimo quando somos presos por uma obra tanto assim

    ResponderExcluir
  17. Oiee!!
    Eu gosto de romances com esse tom mais sexy, porém realmente acho essa história do empresário rico e a mocinha simples muito clichê...
    Não me atrai muito mesmo :(
    Espero que você continue gostando dos próximos volumes!
    Um beijooo

    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir
  18. Oie
    infelizmente pela sua resenha deu para ver que eu não gostaria muito da leitura, principalmente por conta dos personagens, são personagens que costumam me irritar então vou deixara dica passar

    beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Olá! Que bom que as cenas são bem construídas. Adoro personagens que nos faz odiar ele e depois transforma essa raiva em amor. Bacana que as cenas quentes não são vulgar e sim sexy. Algumas pessoas acham os clichês ruim, porém não vejo mal nenhum desde bem construídos. Que bom que você gostou do livro. Beijos'

    ResponderExcluir
  20. Olá!
    Eu conheço esse livro e tenho muito pouco interesse por ele, existe uma vontade de ler, mas sem muitas expectativas. O que eu fiquei bem curiosa é esse motivo das atitudes do personagem, fiquei muuuito curiosa. Meu interesse por esse livro cresceu mais um pouquinho, sem muitas expectativas ainda, mas quero ler. Que bom que você gostou do livro!
    Beijos,
    Nay
    Traveling Between Pages

    ResponderExcluir
  21. Olha... Não gosto de livros que tenham cafajeste no nome.

    O começo da sua resenha já aponta os clichês da obra, o que me desanima. Ver que esse cara é o tipo de homem que pode atrair mulheres também me deixa... sem entender. O cara só quer pegaar todas e ela lá, apaixonada. Não é esse amor que merecemos.

    Passo a indicação, apesar de todos os elogios à escrita da autora!

    Abraços!
    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir
  22. Olá!
    Eu dei um tempo nos romances adultos, por isso provavelmente não pegaria pra ler agora. Mas me chamou muito a atenção você ter dito que a 'justificativa' das ações dele não segue aquele clichê que tá em tudo que é canto. Vou manter a indicação para uma leitura futura, obrigada :)
    Beijos,

    Luana

    ResponderExcluir
  23. Olá Bia,

    Não sou acostumada a ler romances adultos e muitas vezes fico curiosa com essa gênero. Acho que pelo que li da sua resenha, esse seria um bom livro para começar não é mesmo? Ainda mais porque você disse que ele não é tão clichê como a maioria dos livros desse gênero. Você me recomenda ele como porta de entrada para esse tipo de literatura?

    Beijos e obrigada pela resenha...

    http://floraliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir