30 de novembro de 2016

[No cinema com a Bia] Filme: Já estou com saudade

Titulo: Já estou com saudade
Duração: 1h e 52 minutos
Gênero: Comédia dramática.
Ano de Lançamento:2015

 Sinopse: Jess (Drew Barrymore e Milly (Toni Collete) são melhores amigas desde a infância. Enquanto Milly se casou, teve dois filhos e construiu uma carreira de sucesso, Jess decidiu levar uma vida mais pacata ao lado do marido Jago (Paddy Considine).Apos se submeter a um tratamento, Jess enfim consegue engravidar. Mas a noticia vem justamente quando Mily descobre ter câncer de mama e precisa passar por quimioterapia, o que necessitará de apoio não apenas da amiga, mas de toda a família. 

Olá meus queridos leitores, estão com  saudade da coluna  No Cinema Com a Bia ?
Sei que demorei muito para postar, mas tenho uma boa noticia, a partir de hoje essa coluna será postada uma vez na semana, e por isso eu demorei muito a postar, pois assisti muitos filmes para trazer resenhas para vocês e hoje vim falar desse filme, que me surpreendeu.


 O filme conta a história de duas amigas, Jess e Milly. Milly hoje está casada, mãe de dois filhos e tem uma vida maravilhosa, tem o emprego dos sonhos e está na sua melhor fase. Já Jess  está casada a um bom tempo, vive com seu marido em um barco, seu sonho sempre foi ser mãe. Em um belo dia Jess, descobre que está grávida depois de tantas tentativas, estava feliz queria sair correndo é contar para sua melhor amiga. Milly acaba de ser diagnosticada com câncer de mama e isso a faz perder o chão.  Quando Jess descobre a doença de Milly, ela fica abalada e não quer contar para amiga sobre sua gravidez ao invés disso ela se dedica totalmente a ajudar a amiga nessa longa jornada contra o câncer.



 O filme começa com uma pegada meio comédia e você ri que é uma beleza, mas aos poucos a comédia vai dando lugar a um drama muito bem desenvolvido, onde os focos são a amizade e a jornada contra o câncer.



Não pude evitar fazer comparações da amizade das personagens entre a minha e da minha melhor amiga, se eu soubesse que minha melhor amiga estivesse com câncer eu abriria mão de tudo para ajuda-la assim como Jess fez (meu olhos encheram de água só de imaginar essa possibilidade.) o filme nos mostra o quão leal é uma amizade, mas amizade de verdade não meros colegas de farra, pois quando Milly precisou quem estava do seu lado era sua família e a Jess.



 O filme nos trás um pouco sobre o câncer, é foi muito realista a forma pregada. A atriz caprichou na interpretação e acho que isso me tocou profundamente, no momento em que ela foi piorando eu não conseguia parar de chorar. Teve horas que achei a Milly um tanto arrogante, pois todos queriam ajuda-la, mas as vezes ela era tão grossa que eu não sei como as pessoas conseguiam ficar perto dela, mas então percebi que era o jeito dela de se dar com a situação toda.



As atrizes realmente se entregaram para o papel, não tenho nada a reclamar, muito pelo contrario só tenho elogios a fazer. As cenas vão passando e você vai sofrendo junto com elas. As aventuras que elas vivem nos mostra o quão linda é a amizade e o companheirismo delas.  Não tem como não se emocionar, eu me emocionei e estou emocionada escrevendo essa resenha. O filme tem seus autos e baixos, que vão fazer vocês se questionarem sobre algumas atitudes dos personagens, mas no fim entenderão completamente. Só uma coisa que tenho a dizer esse filme você começa sorrindo e termina se emocionado.



 Queria muito que muitas pessoas assistissem esse filme, para dar um pouco mais de valor as coisas ao redor. O enredo foi muito bem trabalhado isso foi um ponto muito positivo, no filme vemos cada estagio que uma pessoa que tem câncer passa. Assim que o filme acabou eu estava em prantos e a primeira coisa que eu fiz foi mandar uma mensagem para minha melhor amiga e agradecendo ela por tudo e por todos os momentos, e agradecendo por sempre está do meu lado.  




Espero que tenham gostado, e quem puder assisti , assistam é maravilhoso. Vejam o trailer:



 

25 de novembro de 2016

[Resenha #48] A Garota do Calendário [Fevereiro]

Titulo: A Garota do Calendário [ Fevereiro]
Autora: Audrey Carlan
Editora: Verus
Páginas:135
Sinopse:Ela precisava de dinheiro. E nem sabia que gostava tanto de sexo. O fenômeno editorial do ano e best-seller do New York Times, USA Today e Wall Street Journal
Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato.
A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil. 
Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser... 
Em fevereiro, Mia vai passar o mês em Seattle com Alec Dubois, um excêntrico artista francês. No papel de musa, ela vai embarcar em uma jornada de descobertas sexuais e lições sobre o amor e a vida que permanecerão com ela para sempre. 



 Olá meus queridos leitores, tudo bem com vocês? Espero que sim, bom estou louca para finalizar essa série em vista de muitos blogueiros já estou é atrasada, mas como tenho uma lista de leituras tenho que seguir.



Em Fevereiro Mia embarca para Seattle. O Cliente deste mês é Alec um pintor Frances muito renomado. Ele contratou Mia para que ela pudesse ser sua musa durante um mês, já que via nela uma beleza que precisava ser exposta em suas telas. Mia se vê um pouco confusa quando chega, pois tem uma cláusula no contrato que obriga o cliente a fornecer um guarda roupas para a garota na qual ele contratou, mas Alec não faz isso,  ele gosta de vê Mia nua. Alec é um cara muito focado em seu trabalho, ele coloca suas telas na frente de tudo e por alguns momentos isso deixava Mia deslocada. Ao longo dos dias Mia e Alec foram uma amizade bonita na qual fará Mia refletir sobre algumas coisas e até conhecer um pouco mais sobre si mesma. Alec é um tanto compreensivo quando o assunto é a Mia, ele faz o possível para deixa-la bem, eles sempre conversam e falam de tudo um pouco, mas chega uma hora que a tensão sexual fala mais alta.

“Naquele momento, jurei a mim mesma que não tentaria me impedir de me importar com cada cliente. Eu me permitiria gostar de cada um do meu jeito”.

Amo a escrita da autora e fiquei muito feliz dela manter o mesmo ritmo no segundo livro. Confesso que de imediato fiquei meio receosa com a Mia, pois não tinha muito tempo que ela se sentia completamente apaixonada pelo Wes e logo que chega a Seattle já está desejando outro cara. A narrativa continua maravilhosa, sendo narrado em primeira pessoa e com os detalhes necessários.

“Os franceses fazem amor. Eu faço amor. Tenho que ter um sentimento para realmente fazer amor com você, oui?”


 Fiquei encantada com o Alec, não  só com a aparência física que é apresentada no livro, mas pelas atitudes dele. Sinceramente, eu queria um amigo como Alec ele sabe o que falar e quando falar, ele sabe respeitar o seu momento. A única coisa que me incomodou nele e creio que foi a mesma coisa  que  incomodou a Mia, foi o excesso de trabalho, pois ele coloca isso na frente de muitas coisas tanto que ele e a Mia foram sair do apartamento onde ele morava faltava poucos dias para Mia ir embora.

“O Meu tempo com Alec foi especial, e eu previa que, enquanto continuasse essa jornada, cada cliente acrescentaria algo em minha vida”

Nesse livro, pude conhecer um pouco mais a Mia, pois nos ficamos bem mais próximos dela nesse volume da série, tem algumas coisas nela que ainda me irritam como, por exemplo, achar ruim com algumas coisas que são obvias de mais. O que eu gosto desses livros é que a autora não faz rodeios, ela nos leva direto aos fatos que tem que acontecer. São livros curtos que você consegue ler de uma vez só. A cada livro vamos conhecendo um pouco mais sobre a personagem. Há não poderia deixar de falar que o Wes deu sua passadinha nesse livro, foi rápido, mas deu o ar de sua graça. Creio que a cada livro a autora queira nos trazer uma lição ou algo para guardarmos. Espero em breve poder fazer a leitura dos outros livros .


19 de novembro de 2016

[Resenha #47] Uma Mentirinha de Nada

Titulo: Uma Mentirinha de Nada
Autora: Mariana Helena
Editora: Sonho Azul
Páginas: 170 páginas
Sinopse:Ana Carolina e Diego foram namorados na adolescência, mas por causa da implicância que o pai da menina tinha contra o garoto, acabaram se separando.Anos depois os dois se encontram: Ana, agora é a futura Chef do restaurante do pai e Diego um lutador de artes marciais mistas, Campeão Peso Médio do UFC. Após almoçar no restaurante que Ana trabalha, os dois se reencontram e acabam reatando a antiga amizade. Mas Ana precisará de um pequeno favor do lutador, onde contarão uma mentirinha de nada.


Olá meus queridos leitores, é com muito amor que apresento a vocês o novo layout do blog. Deu um trabalho enorme para fazer fiquei horas na frente do computador fazendo tudo, mas no fim ficou do jeito que eu sempre quis. Vamos de resenha?

No livro conhecemos Ana, uma jovem chefe de cozinha. Com uma família um tanto louca. Quando era mais nova Ana se apaixonou por Diego um jovem muito bonito, com uma educação fora de sério. Após sua prima armar um encontro para eles, logo começam a namorar, porém esse namoro não é bem visto pela família da Ana, pois eles têm uma grade rixa com a família de Diego. Como boa filha que é Ana se separa de Diego. Anos se passam Ana agora é uma chefe renomada, seu maior prazer é cozinhar. Em um belo dia ela é chamada em uma mesa para receber os devidos parabéns pela sua comida, coisa que era normal em sua rotina, mas é surpreendida ao vê que quem estava na mesa era ninguém mais ninguém menos que Diego. Hoje Diego é um grande lutado de nível internacional, estava mais lindo do que ela lembrava. Eles acabaram saindo e conversando um pouco para relembrar velhos tempos. Quando Ana retorna para casa, descobre que seu ex e sua ex melhor amiga vão se casar no sítio da família dela. Irritada com a situação, Ana fala com seus pais que estava namorando com Diego. Diego obviamente entra nessa junto com ela.  Então ela pensa não  irá faz mal a ninguém    é apenas uma mentirinha de nada.

“Com as mãos trêmulas, abri o convite. O casamento seria em um mês, mas o que mais me chamou atenção foi o endereço da festa e da cerimônia”

 Recebi o e-book em parceria com a autora. A estória tem uma premissa interessante, ri muito ao longo dos capítulos, mas confesso que teve horas que não suportava a Ana, não sei por que, mas isso aconteceu algumas vezes. A escrita da autora é maravilhosa, flui sem você perceber. O livro também tem poucas páginas então é bem fácil à leitura.

“O que eu acabei de fazer? Meu Deus, estou muito ferrada, muito!”

 Os personagens me cativaram, mas também me fizeram ter vontade de estapea-los. Ana é uma personagem madura, mas às vezes tem umas atitudes que vou te falar viu, mas aos poucos fui entrando no ritmo dela e compreendendo melhor tudo que ela fazia. Diego foi amor à primeira vista, me senti tocada por ele, pois a sua desenvoltura ao longo do livro é maravilhosa, as atitudes dele condiz a um personagem forte e marcante. Sim, ele é mais um crush na minha vida. Também temos os personagens secundários, tive ódio mortal do ex-namorado da Ana.

“Talvez eu tenha interpretado errado. Talvez ele só esteja mesmo interpretando, talvez  ele esteja querendo viver apenas o momento e quando  tudo isso acabar, cada um seguirá seu caminho”


A história é bem clichê, mas é um clichê gostoso de ler sabe? Peguei-me dando varias risadas ao longo da narrativa. A estória é um tanto envolvente. Fiquei maravilhada com a desenvoltura da história. A estória de Ana e  Diego é linda, não é nada momentâneo, e sim um sentimento guardado que começa a ir florescendo novamente ao longo das paginas e é muito gostoso acompanhar esse sentimento. Em geral a estória me agradou, só dei quatro estrelas pelo fato que tinha capítulos que eu não me sentia tão envolvida igual eu gostaria.

13 de novembro de 2016

[Resenha #46] Meu Erro

 Titulo: Meu Erro (Segredos #1)
Autora: Cinthia Freire
Páginas:380
Sinopse: Segredos são como fantasmas nos assombrando e nos fazendo crer que são reais.Todos tem os seus fantasmas.Carol tem os seus e há algum tempo eles parecem estar adormecidos. Gabriel desistiu de tentar frear os seus fantasmas há muito tempo e decidiu o caminho mais fácil, vivendo uma vida sem regras e limites.Eles estão na mesma estrada, mesmo que estejam em sentidos opostos. Enquanto ela tenta fugir da escuridão, ele só quer se perder ainda mais.Uma história emocionante sobre até onde somos capazes de ir para salvar aqueles que amamos e sobre acreditar que todos tem uma segunda chance.Mesmo que para o resto do mundo isso pareça um erro.

 Olá meus queridos leitores tudo bem com você? Espero que sim. Em breve o blog irá passar por uma transformação, vocês já devem ter percebido que o cabeçalho já deu uma mudada né? Então vêm mais coisas por ai, espero que vocês gostem. Hoje vim falar de um livro que fiquei super empolgada para ler, pois a Thais do blog Thays M.de Lima estava indicando esse livro aos quatro ventos, vamos vê o que eu achei?


 No livro meu erro, temos a estória de Caroline uma jovem que mesmo com pouca idade já passou por momentos delicados, e agora luta para deixar o seu passado para trás. Ela faz o possível para se manter lúcida e não perder o controle de si mesma. Caroline mora com sua amiga Verônica que ao contrario dela é uma baladeira de mão cheia, o relacionamento das duas é como se fosse de duas irmãs. Ela trabalha em uma biblioteca e seu chefe é seu grande amigo no qual ela tem toda liberdade em conversar e desabafar sempre que possível. Gabriel é um jovem que teve uma perda significante, depois de perder sua mãe ele culpa o pai pela morte dela. Em meio a essa confusão Gabriel se afunda em drogas e álcool, tentando de uma maneira indiretamente atingir quem ele acha que é o culpado pela morte de sua mãe, mas o que ele não percebe que o único afetado nessa estória era ele. Gabriel tem aquela fama de Bad Boy sem sentimento algum e com essa fama de pegador ele acaba indo para cama com a Verônica amiga da Caroline. Depois de uma noite bem quente quase pegando fogo com Gabriel, Verônica acaba sendo motivo de piada na faculdade. Carolina fica revoltada e vai atrás de quem é que ela acha que começou a espalhar boatos sobre sua amiga. Em uma noite que Gabriel estava saindo com seus amigos um cara o pergunta  se ele conhece a Verônica, mas para surpresa de Gabriel aquele era o irmão dela e eles acabam se envolvendo em uma briga que renderá até onde menos você pode imaginar.

“O liminar entre a loucura e a lucidez é uma linha fina e invisível.”

 Bom, desde o primeiro capítulo desse livro fiquei literalmente alucinada com a escrita da autora, ela sabe levar o leitor ao encontro dos personagens e isso me fascina. A premissa muitas pessoas podem achar clichê, pelo fato de hoje em dia muitos personagens terem traumas do passado, mas sabe o que é um personagem bem construído? Então cada personagem aqui tem sua essência e ela não se deixa perder ao longo da narrativa, muito pelo contrario a essência só vai crescendo. O enredo desse livro está fantástico, você irá se surpreender varias vezes ao longo da narrativa. A escrita da autora me deixou maravilhada, pois é uma escrita que te cativa que chama o leitor para ler mais um capítulo.

“Desorientação é o primeiro sintoma que tenho assim que volto a mim.”

 Achei muito interessante a forma que a autora tratou temas como alcoolismo e drogas, ela soube nos transmitir de perto o que os personagens sentia, vamos como às vezes os dependentes químicos vão ao fundo do poço, mas mesmo assim não sabem lidar com a situação. Ela usou leveza nas palavras, mas também nos deixou um recado através desse enredo todo. Acho muito bacana quando autores colocam em seus livros temas considerados TABUS, pude me identificar com essa parte, pois sei o qual difícil é ter alguém que nos gostamos nesse meio e não podemos fazer quase nada, pois a própria pessoa rejeita ajuda.O amigo de Gabriel o tempo inteiro quer o ajudar em relação a ficar limpo, e as vezes eu achava que ele fazia coisa até demais para o Gabriel, mas só ai que eu percebi que ele era o único que acreditava que ele poderia sair dessa e o seu papel de melhor amigo era ajuda-lo.

“Eu não sou um caso perdido. Ele não sabe de nada. Eu não sou isso...”.

 O livro é narrado em primeira pessoa, com pontos de vista intercalados, mas a narração da Carol predomina. Como vocês sabem amo esse tipo de narrativa. Os personagens secundários tem grande importância, pois a todo o momento eles estão se envolvendo em cenas do livro.  Senti-me cativada pela Verônica, teve horas que eu achei ela meio intrometida, mas depois me coloquei no lugar dele e se  fosse com minha melhor amiga eu também seria da mesma forma que ela.

“Gabriel vive praticamente sozinho, ele e a sua empregada, que hoje é sua única figura familiar.”
A história de Gabriel e Carol não é algo momentâneo, eles vão criando laços ali e realmente é uma história de amor maravilhosa. Esse livro me lembrou um pouco a do livro O Inferno de Gabriel, pois o Gabriel vê em Júlia sua salvação e aqui vemos que Gabriel precisa tanto da Carol quanto a Carol precisa dele, eles são quebrados por dentro, mas juntos são capazes de se tornar um só. O livro tem sim suas partes sensuais, mas muito bem escritas. Uma escrita cativante. Só tenho a parabenizar a autora, pois o livro tem mais de 300 páginas, mas é uma leitura super fluida e é impossível não se sentir apegada aos personagens, me senti muito apegada ao Gabriel, eu queria o tempo todo ajuda-lo, mas as vezes eu queria da uns tapas nele. A essência do livro é maravilhosa, no fim o livro vai te surpreender e te deixar uma lição. Indico de olhos fechados esse livro. Chorei feito uma criança quando acabou, por que o livro me marcou. Espero que  quem ler ame esse livro o tanto que eu amei.





7 de novembro de 2016

[Resenha #45] Soul Rebel

 Nome: Soul Rebel 
Autora: Kimberly Mascarenhas 
Editora: LaYa
Páginas: 400

Sinopse: Reviravolta é o primeiro volume da série "Soul Rebel", grande fenômeno da internet. Cassidy, a protagonista desta história, é uma jovem tímida, mas muito forte e decidida. A certa altura, depois de alguns acontecimentos inesperados em sua vida, Caissy conhecerá Mason, um cara lindo e sexy, mas com fama de perigoso. E uma atração inevitável entre eles vira o combustível de uma paixão conturbada. Cheia de dúvidas e conflitos internos, ela decide se entregar à paixão e correr todos os riscos, sem saber que se relacionar com ele talvez signifique colocar a própria vida em jogo. Com muita emoção, desejo e ação, Reviravolta conquista o leitor de imediato e o deixa contando as horas para ler toda a trilogia.


 Olá meus queridos leitores, tudo bem com vocês? Espero que todos estejam bem. Passei uma semana sem fazer resenhas, resultado mais de 6 resenhas acumuladas, mas hoje já vim liberar uma para vocês.



 No livro Sou Rebel temos a história da Cassidy uma jovem de 17 anos que vive em internato católico, pois sua mãe sofre de uma doença psiquiátrica e seu pai a colocou  no colégio interno e depois sumiu no mundo.  Mesmo estando em um internato Cassidy ainda arruma tempo para dar uma fugida com sua melhor amiga  Claire que também mora no internato. Em uma dessas saídas para uma boate um cara acaba dando encima de Cassidy que ao se sentir pressionada acaba jogando um copo de bebida no rosto do rapaz, ao mesmo tempo sua amiga a pega pelo braço e começa a sair correndo falando que aquele cara era ninguém mais ninguém menos que Drew Becker um dos caros mais temidos da cidade, elas conseguiram correr e pular o muro do internato como faziam de costume. No dia seguinte uma das madres chama Cassidy alegando que a diretora do colégio quer falar com ela, no mesmo instante ela acha que descobriram o que elas haviam feito na noite passada, mas ao chegar à diretoria percebe que é algo muito mais sério do que uma simples saída, sua mãe havia falecido. Sem saber muito que fazer Cassidy fica sem chão, pois sua mãe era a única família que existia para ela. Com a morte da mãe, Cassidy acaba indo morar com uma velha amiga de sua mãe, uma mulher muito simpática que  logo conquistou a confiança sua confiança, mas o que ela não esperava que a senhora tão simpática era mãe de Mason mais conhecido como Drew Becker.  Logo de cara eles já se desentendem e a mãe de Mason fica sem entender nada. Em uma das  brigas ela acaba saindo correndo e acontece uma coisinha na qual Mason a salva e ela se sente endividada com ela é não é legal ter uma divida com o cara mais barra pesada da sua cidade não é mesmo? Então Cassidy vai fazer o possível para quebrar essa divida. Uma história cheia de adrenalina aventura e uma pitada de romance para animar vocês.


Estávamos sempre à procura de perigo, da sensação d de estar no limite e de que a qualquer momento seriamos pegas. 
 O livro é narrado em primeira pessoa  pelo ponto da Cassidy, apenas alguns relances do Mason. O livro também é dividido em duas partes a primeira e da Cassidy e a segunda Cassidy e Mason. A história foi arrebatadora para mim, me pegou de jeito e eu não sabia como parar de ler era mais forte do que eu. A autora soube dosar tudo. Uma escrita maravilhosa e por mais que o livro tenha 400 paginas a história é muito fluida, pois te prende e você sempre quer saber o que vai acontecer e uma coisa que tenho a falar  TE DOU MINHA CERTEZA QUE VOCÊ NUNCA IMAGINARA O FIM DESSE LIVRO . O Fim foi um choque enorme em mim, pois eu não esperava isso.

- Você  é sempre tão orgulhosa assim? Querendo ou não, você tem uma dívida comigo, que não vai ser liquidada tão fácil assim.


 Os personagens me cativaram bastante. A Cassidy teve horas que eu queria dar uma bela sacudida nela e falar respira mulher, mas teve horas que as atitudes dela nem  condizia com sua idade, pois eram muito maduras. Mason faz aquele estilo Bad Boy maravilhoso que nos amamos e desejamos, tive muita vontade de mata-lo, pois no começo do livro ele é um tanto arrogante, mas com o passar das paginas fui me rendendo a ele. Os personagens secundários  tem grande importância nesse livro e quando eu digo grande é grande mesmo, eles trazem um essência para história. Ao longo da leitura me senti realmente um personagem do livro, pois eu tomei as dores de vários para mim eu queria ir lá e tentar ajudar a resolver os problemas. O legal do livro e que quando você acha que já descobriu tudo você percebe que não  descobriu nada. A intensidade rola  solta no livro.

Sempre ouvi falar que quando sua mão for do mesmo tamanho  que a do outro, é sinal que vocês são almas gemias.

Esse é um New Adult diferente de tudo que eu já li, e garanto que também é diferente de tudo que você já leu, olhando apenas pelo pouco que falei do livro vocês podem até pensar que é uma história clichê, mas muito pelo contrario a história e intensa, cheia de revelações à adrenalina corre em cada pagina desse livro e vai fazer você ficar de boca aberta com o desenrolar da história. Para quem não sabe esse livro foi baseado de uma fanfic que a autora criou há um tempo que contagiou a internet, pois era inspirada no Justin Bieber e como fã de carteirinha que eu sou dele tinha que ler esse livro o mais rápido possível. Recomendo esse livro de olhos fechados par todos àqueles que querem um New Adult diferente de tudo que já leu .